Fernando Bazolli

Dodge Dart 1977 e Dodge Dart 72


A minha história com Dodges começou quando eu tinha 12 anos, quando meu pai teve um Dodge Charger LS 1972 Ouro Espanhol e depois de algum tempo com o meu Dodge Dart de Luxo 1977 coupe que se iniciou um pouco antes da data da sua compra, pois logo antes de que eu me casasse, tive que vender um V8 para colocar o carro da esposa na garagem. Apos algum tempo de casado, mudei de empresa que eu trabalhava e foi onde tive a oportunidade de ir para o trabalho de especial (ônibus fretado pela empresa) e então não pensei duas vezes em comprar um novo V8 e vender o carro de uso diário e então guardar o V8 na garagem que só cabiam os dois carros, o da querida esposa e mais um outro que viria a ser o V8.
Assim comecei a minha busca pelo Dodge que se estendeu por um ano aproximadamente (2006 a 2007) por todo o Brasil. Primeiramente checando na internet ou com a indicação de colegas e eventualmente indo em bairros ou até mesmo viajando para outras cidades e estados para ver o Dodge pretendido. Fui visitar vários Dodges e muito deles bastante íntegros, originais e com preços ainda razoáveis. Mas este ditado logo a seguir que um colega me disse é muito importante e verdadeiro “não é o proprietário que escolhe o Dodge e sim ao contrário, quem escolhe o proprietário é o Dodge”. Eis que o meu Dodge me achou em 2007 aqui próximo a BH, em Contagem e então eu o comprei. O Dodge estava bastante integro com relação a sua estrutura mecânica, mas bastante descaracterizado e então curti um pouco o carro do jeito que ele estava apenas com algumas melhorias mecânicas e estéticas, pois o Dodge possuía até rodas de Audi para você ter ideia do nível de descaracterização do carro. Fiz algumas viagens e participei de alguns encontros antes de iniciar uma profunda e constante transformação do Dodge Dart Coupe 1977 que se finalizou somente no ano de 2017 e então foram longos dez anos com a persistência de fazer ele voltar ao que era na data do seu nascimento em 1977.
Hoje o Dodge Dart de Luxo Coupe 1977 se encontra com placa preta e então iniciei uma nova saga com o meu novo Dodge Dart de Luxo 1972 que foi adquirido em Novembro de 2017 e que também me escolheu, pois estava aclamando por ajuda, ele é muito integro mas também bastante necessitado de melhorias estéticas e que seja completado com peças do modelo faltantes. Assim quando eu o trouxe de SP para BH o seu antigo e cansado motor não aguentou a travessia e faleceu, mas agora sendo ressuscitado assim como todo o resto do Dodge. Então o garimpo se iniciou e penso que este Dart de Luxo 1972 será finalizado com muito carinho e paciência, pois com o nível de experiência e conhecimento que foi adquirido durante os anos já acumulados trabalhando com estes carros antigos, me permitirão este tipo de trabalho. Sempre agradeço ao meu pai por me iniciar nesta vida automobilística e por eu conhecer o Dodge através dele também! Te amo pai e todos os Dodges que já fiz e faço é em sua homenagem (laços de pai e filho) e que tento passar para a minha filha da mesma maneira. Podemos não expressar e falarmos a todo momento que nos amamos, mas através de toda ajuda que você me dá com o Dodge ou alguma coisa relacionada a eles é uma maneira de que eu possa falar eu te amo pai.
Dedico este texto a minha filha e esposa, além dos meus pais e irmã. Obrigado por ler a minha pequena história sobre os Dodges.