Fernando Patrocínio Fernandes

Gran Sedan 1978


Minha paixão com a marca Chrysler, se posso dizer, vem antes mesmo dos famosos muscle cars nacionais, uma vez que minha paixão com a marca Chrysler, se posso dizer, vem antes mesmo dos famosos muscle cars nacionais, uma vez que um dos primeiros carros que meu pai teve depois do meu nascimento foi uma Simca Azul, e ali já estava os primeiros traços do que haveria de vir.
Então os anos se passaram e meu pai foi abençoado com a condição de poder comprar um Dodge Dart 1971 vermelho, eu ainda muito novo, adorava "brincar" de dirigir o carro, passando as marchas mesmo com o carro parado na garagem já presumia a emoção que iria vir. Passaram se mais alguns anos, e novamente estava meu pai trocando o "cara de lata" por um Gran Coupé 1975,o qual afirmo que iniciei minha paixão por Dodges. Adorava lavar aquele carro e ainda mais sair aos finais de semana, fato que marcou muito a minha infância.
Muito tempo passou e nos anos 2000 comecei a me envolver com o hobby de carros antigos, foram vários que passaram na minha garagem, glória a Deus, mas ainda faltava um, nada mais nada menos que o famoso "Dojão". Então, foi quando comecei a pesquisar sobre o carro que meu pai teve, mas infelizmente fui notificado que ele já tinha dado baixa, mas não desisti do desejo de ter um dodge, ainda recente, no ano de 2016 consegui comprar meu Dodge. Fui para o Rio de Janeiro negociar a compra do carro e conhecê-lo antes de tudo e percebi que tinha muito a fazer, ainda mais quando dei a volta com o carro, mas fui corajoso. Um dos detalhes da história da compra, que foi engraçada, foi que para realizar o pagamento houveram algumas contratempos e meus amigos que foram comigo tiveram que pagar o carro, visto que não consegui fazer a transferência para o vendedor(agradecimento em especial ao Eduardo e ao Raimundo, que me auxiliaram e tornaram possível a negociação), outro detalhe foi quando cheguei com o carro e meu sobrinho sabendo da situação do carro fazia brincadeiras dizendo que o veículo foi utilizado na praia e apelidou ele de Saquarema,e não é que o apelido pegou, hoje estou super feliz com o "Saquarema". Decidi, comprei o carro e por incrível que pareça voltei rodando, com muito medo uma vez que o carro apresentava vários defeitos:freios somente bombando, cruzeta com folga, caixa zoando e carburador engasgando. Enfim, foi uma aventura só!
Nesse curto período de tempo, fui dedicando ao dodge e ele tem agradecido, e fico feliz ao saber que o carro apresentou uma melhora tanto mecânica quanto estética.
Todos esses momentos vividos foram especiais, agradeço a todas as amizades feitas e fortificadas durante esse período, e agradeço a Deus por ter realizado esse sonho.